Desfile João Pimenta – Feminino – SPFW N45


 

João Pimenta  trouxe para a SPFW N45,  a evolução criativa de seu trabalho com a apresentação de uma coleção inédita e FEMININA!

Reconhecido por ser um dos precursores do cenário nacional a abordar o tema genderless por meio de sua moda masculina, o estilista enxerga no momento atual a necessidade de evoluir sua moda feminina.

Desde a década de 1990, quando começou a apresentar coleções na Casa de Criadores, a ideia era transitar entre os gêneros. Para isso, ele utilizava modelagens e materiais femininos para o universo masculino. Criando assim uma imagem não gênero para a sua marca. “Durante todos esses anos de existência da marca vim fazendo um trabalho de junção dos gêneros. Hoje, vejo que o movimento sem gênero já conquistou seu espaço e vem ganhando cada vez mais o público”, afirma o estilista. “É um assunto totalmente embutido na moda e na sociedade”.

João Pimenta acredita que a moda sem gênero vem do guarda-roupa masculino para o feminino. A marca opta por dar início à criação e desenvolvimento de uma coleção voltada para o público feminino. “Vejo no mercado feminino uma possibilidade de evolução criativa que, muitas vezes, o mercado masculino não me dá. Tenho mão para a mulher, pois foi como eu comecei a trabalhar”, acrescenta ele. “Acredito na moda masculina, na moda sem gênero. Mas, também quero desenvolver produtos para o público feminino, abrindo um novo universo criativo para a minha moda. Continuamos acreditando na liberdade de expressão e de experimentação, sabendo que o nosso cliente sempre consumirá nosso produto sem se preocupar para quem eles foram pensados. Agora, com mais opções para todos em nossas araras

E foi assim o desfile que fechou esta edição da SPFW e que eu tive o prazer de ver de perto.

A estreia pra João Pimenta foi marcada pelo  foco na alfaiatariasilhuetas retas (ao lado de outras acinturadas), cabelos presosbotinhas Chelsea da parceria com The Box Projectmangas raglan e listras do universo esportivo.

bordado floral foi  uma referência, mas no geral parece que João quis jogar com elementos que já fazem parte do seu universo.

Então aparecem sobreposições, cores de uniforme (marrom, azul marinho, verde militar, cinza), um flerte com o barroco (nos próprios bordados), a religiosidade (em medalhinhas), o xadrez.

João pega duas referências que a princípio seriam rejeitadas em uma passarela de moda, a festa junina e o avental, e as transforma, dando sua versão.

O resultado são imagens de moda fortes, com muita personalidade.

 

 

 

DIREÇÃO CRIATIVA

João Pimenta

STYLING

Thiago Ferraz

BELEZA

Helder Rodrigues

TRILHA

Max Blum

DIREÇÃO DE DESFILE

Bill Macintyre

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros