Bem Estar: Ballet, nunca é tarde…


Aos 7 anos de idade, o Ballet entrou em minha vida.
Nunca me esqueço do dia em que meu pai me levou até a “tia Regina” (Regina Pagnano Menezes) e assim que eu a vi, passsei a ter nela meu ideal de elegância clássica.
Ela foi minha ídola e me passou os primeiros ensinamentos dessa arte maravilhosa.
Até me formar, na Rose Ballet School, tive a oportunidade de conhecer e fazer aula com muitos professores super bacanas que marcaram esta trajetória inesquecível da minha vida.
Mas a  vida me levou a fazer outro curso na faculdade e trilhar novos caminhos onde o Ballet não fazia mais parte.
Senti muita falta e até evitava assistir as åpresentações de dança.
Confesso que me arrependi muito de ter “abandonado” a dança por tantos e tantos anos.
Até que a oportunidade de retomar toda essa magia aconteceu na academia que frequento, a Winner, e trouxe um novo brilho a minha vida de de minhas colegas.
Confiram o que estas aulas representam para algumas delas:
Beatriz Perticarari:
“Qdo criança eu admirava e amava assistir as aulas de ballet das minhas amigas, eu sabia que não tinha condições de pedir aos meus pais para me matricular, e sabia tb que eu tinha jeito e vocação para aquilo, mas me conformei e segui com a vida, faculdade, noivado, casamento,  filhos etccccc, não que o ballet tivesse saído da minha cabeça e do meu coração, mas eu achava que havia passado tempo demais para iniciar o ballet . Mas o sonho nunca me deixou e para meu estranhamento e surpresa, eis que surge a Winner, o Prof Tuka Assis e uma turma de mulheres maduras com os mesmos sonhos , aí eu me entreguei, me realizei e hj em dia com certeza o ballet se tornou o momento mais desejado e esperado da semana, e já tenho outros sonhos que com certeza vou tentar realizar e superar pois nunca é tarde para ser feliz.”
                                                  
Rosângela G. Brito:
 BAILARINA!!! Sonho de criança!
Na adolescência, algumas tentativas na dança ( jazz e sapateado).
Há pouco tempo, aulas de dança flamenca.
Sempre achei lindo o ballet clássico, com suas poses maravilhosas!
Enfim, sempre amei a dança. Assistiria a todos os espetáculos, se fosse possível.
Quando me falaram da possibilidade do ballet clássico para adultos na WINNER, fiquei muito feliz. Era o momento de realizar aquele sonho de criança. Sei que não há mais tempo para o palco, mas isto não é o mais importante.
Em um mês, farei 50 anos. É uma idade marcante, mas não me sinto velha (verdade!). Acho que o ballet é responsável por isso. Também, com um professor super querido, dedicado e extremamente paciente com suas alunas; as amigas igualmente queridas e o ambiente agradável da academia, é uma delícia!
É realmente um momento que dedico a mim.
É o meu momento feliz.
É o meu momento BAILARINA!!!!!”
Tudo graças a nosso querido professor:
Tuka Assis:
“As turmas de Balé Clássico na W1nner já era um projeto antigo que acabou engavetado por falta de professores, e quando eu entrei pra equipe, voltou a ser cogitado a possibilidade da abertura do curso. A dança de uma maneira geral é algo viciante, é como ser feliz, depois de ser uma vez bailarina(o) você não consegue mais ficar sem a dança. Eu como bailarino e também como professor,  já tentei varias vezes me distanciar do balé e da dança em geral, por motivos pessoais, desilusões e afins. E o que acontece? A gente gira, gira e gira, e quando se dá conta voltou pra dança; Isso porque a dança entra no sangue e vira você. Quando minha coordenadora me passou a possibilidade do curso, com adultos iniciantes, foi esse espirito que eu quis colocar no projeto, não a dança por técnica e performance, mas a paixão que ela produz no ser humano, a magia que acontece com quem pratica dança, fazer as pessoas se completarem com dança, esse era meu objetivo. Daí, que muito sortudo como sou, acabei formando uma turma de mulheres talentosas, disciplinadas, interessadas, que me proporcionaram desenvolver um trabalho muito gratificante, e a cada passo novo, a cada evolução em aula, eu fico mais feliz, e quando percebo a paixão das minhas alunas pela dança, eu penso que estou no caminho certo, pois a técnica e performance nunca será de um profissional, mas o amor que a dança produz vai se perpetuar nelas, e o mais importante, é contagioso, e delas eu sei que vai se espalhar, é a dança ganhando espaço através do meu amor por ela. Assim, eu agradeço as minhas alunas pela confiança no meu trabalho, e espero conseguir passar o muito pouco que sei da melhor forma possível, aprendendo com elas, e continuando a dançar!”
1901723_679518165419722_1653060375_n
foto 3
foto 2
10557315_748759915162213_8115899776780159772_n 11046372_876864432351760_4823883178324496703_n
1911641_679519062086299_1209534421_n
Só de ouvir o som do piano, minha alma se alegra e me transporta para uma outra atmosfera.
A intenção dessas aulas, para mim nesta fase da minha vida, não e me transformar em uma grande bailarina.
Mas me exercitar, me alongar, retomar minha memória corporal e afetiva e ter momentos que me fazem realmente feliz.
Muito obrigada Tuka e colegas.
Penso que todos nós devemos ir em busca daquilo que nos faz bem.
Seja na dança, no esporte, na musica, o que for.
Mas buscar aquilo que sempre gostou ou teve vontade de fazer na vida,
Nunca e tarde…
Bora ser feliz!!!
 w1 (1)

 

R.Triunfo, 739

Telefone 016 3623-8587
Website http://www.w1nner.com.br

 

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros