Palavra de Nutricionista: Mitos e verdades sobre a dieta sem glúten


Meninas, o “Palavra de Nutricionista” de hoje desmistifica os mitos e verdades sobre a dieta sem glúten.

Confiram o que diz a nutricionista clíncica Ana Paula Tonissi (CRN3: 20. 953) :

” Assim como toda dieta da moda, hoje em dia, tem-se falado muito a respeito de retirar o glúten do cardápio para se conseguir um efeito “milagroso” na perda dos quilinhos a mais.

Muitos famosos estão aderindo a esta restrição, bem como sugestões de receitas sem o glúten são divulgadas diariamente em sites e blogs, mas pouca gente publica o que é verdade e o que é mito. O glúten é uma proteína encontrado em alguns cereias como trigo, aveia, cevada, centeio e malte. A substância só não é tolerada por uma parcela da população que tem a doença celíaca. Estamos falando de quase 1 milhão de brasileiros. E, para atendê-los, a indústria aumentou a oferta de produtos isentos dessa proteína. Ocorre que boa parte dos outros 194 milhões de consumidores do país passaram a imaginar que, se havia comida destacando o “sem glúten” no rótulo, isso seria indicador de que o tal glúten faria mal.

Interpretação errônea no caso. E há sempre quem se aproveite da situação, prometendo que a barriga irá secar se você tirar o bendito ingrediente da mesa. É um grande mito. Claro que se você retirar carboidratos da dieta, acabará resultando em perda de peso, porque vc está diminuído o valor calórico consumido diariamente. Agora, se vc apenas fizer a substituição desses produtos por outros, como por ex. os feito de arroz, milho, batata e mandioca, mantendo o mesmo valor calórico consumido, pouco efeito irá ter na perda de peso, podendo até ganhar mais peso, se o consumo desses alimentos for maior.
Também há uma parcela cada vez maior de indivíduos que culpam a proteína por vários desconfortos, como diarreia, enxaqueca, abdômen estufado, gases etc. Assim, julgando-se sensível ao glúten, não pensa duas vezes antes de tirá-la do cardápio. De tão comum, a situação até foi alvo de um estudo realizado na Universidade de Pavia, na Itália, publicado recentemente no periódico científico Annals of Internal Medicine.

Para os pesquisadores, boa parte dessa gente está, digamos assim, chovendo no molhado.

Afinal, há outras substâncias presentes em alimentos recheados de glúten que podem ser as verdadeiras responsáveis por reações adversas. Sem falar no efeito nocebo, ou seja, quando já se come uma pratada de macarrão esperando passar mal.

Para saber se você realmente tem a doença é preciso procurar um especialista, no caso um gastroenterologista que usa como referência um exame de sangue e uma biópsia do intestino.

Só depois de seu parecer é que as mudanças na alimentação se tornam convenientes. Se for comprovado que o paciente não é portador de doença celíaca, mas apresenta características de sensibilidade ao glúten, aí sim é recomendado excluí-lo da dieta na tentativa de checar se os sintomas desconfortáveis são amenizados.

Geralmente o Celíaco é uma pessoa magra.

Os sintomas da doença celíaca, vão de gases a enxaqueca, emagrecimento e fraqueza. Diarreia, distensão abdominal, anemia, emagrecimento, baixa estatura, inchaço nas juntas, fraqueza, osteoporose, perda de equilíbrio, puberdade tardia. Uma vez que a doença é constatada, no tem conversa: é preciso dar adeus definitivo à tão falada proteína para restaurar as condições intestinais.

Mas se você não tem nenhum desses sintomas pouco irá contribuir para o emagrecimento a retirada desses alimentos. O que faz a pessoa realmente perder peso, é a combinação de restrição calórica e aumento de atividade física.”

Bacana nãé meninas?

Afinal dieta e coisa séria e não deve ser encarada como moda.

Por este motivo, consulte SEMPRE um Nutricionista !

Confiram duas receitas sem glúten para o intolerante ao glúten que já está diagnosticado pelo profissional responsável, ou seja, o médico.

 

Massa para lasanha

lazanha

 

Ingredientes:

500g. de farinha preparada

5 ovos

5c. sopa de óleo

Sal a gosto

Água até dar liga

Modo de preparo

Coloque a farinha misturada numa bacia grande, abra um buraco na farinha e coloque o óleo, os ovos e o sal. Misture bem, vá colocando água aos poucos,

sempre sovando, cuidado para não colocar água demais, sove até obter uma massa dura e homogênea.

Para fazer a lasanha, abra a massa numa superfície polvilhada com um rolo enfarinhado e corte em retângulos com cerca de 10 a 15 cm de comprimento.

Cozinhe-os um por um em água fervente levemente salgada. Retire com uma escumadeira e reserve-os em cima de guardanapos de pano.

Monte a lasanha.

Pré aqueça o forno em 220°C e asse por cerca de 20 minutos.

Farinha preparada

1kg. De creme de arroz

330g. de fécula de batata

165g. de araruta (polvilho)

Modo de preparo

Misturar todos os ingredientes.

 

Bolo de cenoura com cobertura de chocolate

bolocenoura

Ingredientes:

3 cenouras cozidas

1xíc. de óleo

4 ovos

2xíc. de açúcar

1¹/2xíc. de creme de arroz

1xíc. de amido de milho

1c. sopa de fermento em pó

Modo de preparo da massa:

Bata no liquidificador a cenoura cortada em rodelas, o óleo, os ovos e o açúcar,

Transfira a mistura para a tigela, acrescente o amido de milho, o creme de

arroz, o fermento e bata com uma espátula. Asse em forno médio numa

assadeira retangular untada e polvilhada.

Cobertura:

4c. sopa de margarina

8c. sopa de açúcar

5c. sopa de achocolatado em pó.

Misture todos os ingredientes numa panelinha em fogo baixo até levantar

fervura, espalhe sobre o bolo ainda quente.

 

Acompanhem o vicknews.com e a tag: Palavra de Nutricionista .

Será uma receitinha por semana, com dicas super bacanas.

Todas  testadas e aprovadas pela nutricionista clíncica Ana Paula Tonissi

CRN3: 20. 953

– See more at: http://www.vicknews.com/beleza/4687/#sthash.hEYwHiTr.hm1x7BBx.dpuf

Rua: Maestro Joaquim Rangel 510, Alto da Boa Vista.

Tel 98118-0188

– See more at: http://www.vicknews.com/beleza/4687/#sthash.hEYwHiTr.hm1x7BBx.dpuf

 

 

 

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros