Resumo SPFW N45 | Dia 04


O stylist e apresentador comenta os desfiles e pontos relevantes na semana de moda paulistana

Lenny Niemeyer:

Lenny Niemeyer – SPFW N45  Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

“A estilista carioca Lenny Niemeyer prova porque é a rainha das praias e da sofisticação. O verão dela foi inspirado nas mulheres desbravadoras da natureza, brasileiras exuberantes e fortes. Resgata elementos da fauna, flora e elementos regionais. Foi um desfile bonito, feminino, com roupas esvoaçantes, bastante volume e camisas com grandes nós. A estampa de folhagem trazia tropicalidade, assim como a estampa de bicho com sensualidade. O que mais me chamou a atenção foram as roupas de outwear, as calças mais amplas, blusas soltas e confortáveis. A estilista sabe mais do que ninguém como interpretar esse novo luxo que é quase sinônimo de conforto. As túnicas em seda, o linho estampado juntamente com as amarrações, que trouxeram, também, um toque de criatividade, tiraram a Lenny da zona de conforto, claro que haviam biquínis e maiôs lindos, mas as roupas estampadas estavam fantásticas.”

Salinas:

Salinas – SPFW N45
Foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE

“A Salinas buscou como referência um hotel charmosíssimo de frente para o mar. O nome do desfile foi Salinas Clube Hotel e era uma ode ao carioca e a aquelas pessoas que gostam de mostrar o corpo. O melhor de tudo foi observar que não haviam regras, com biquínis mais cavados e os retrô, trazendo uma moda sensual, sem revelar demais. Cortes mais retos, tops bem reduzidos e o que me chamou muito a atenção foram as peças inspiradas em toalhas de piscina, que vinham enroladas no corpo e na cabeça junto com a viseira para proteger do sol.
Os uniformes que apresentaram tinham relação com o tênis, prática automaticamente relacionada ao tema resort. A logomania estava presente nas pulseiras e nas camisetas. Os tons eram bem vivos e as estampas remetiam a piscinas, azulejos e estampas curvas. Os maxi brincos, quadras de tênis e as raquetes de frescobol trouxeram um pouco de ludicidade para a apresentação.”

 Beira:

Beira – SPFW N45
Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

“Uma das grandes características da Beira, estreante na São Paulo Fashion Week, é a sequência de uma coleção para outra. O intuito foi realmente contar uma história e mostrar que a modelagem pode fazer a diferença. Mostraram roupas praticamente sem gênero, então qualquer pessoa pode usar o que quiser, por isso as modelagens mais amplas, cortes mais retos, monocromia muito presente, bolsos com uma pegada bem utilitária e shapes ligados na funcionalidade. Fibras naturais encabeçaram os tecidos, falaram de volume, de construção e equilibraram formas tradicionais com detalhes bem impactantes. A cartela de cores foi mais suave, apesar de ter pontos de vermelho, marrom e lilás, vimos cores mais leves também. Todas elas foram feitas através do tingimento tradicional ou artesanal, com extrato vegetal. A técnica de amarração que vimos na passarela, foi bem interessante também.”

 Cotton Project:

Cotton Project – SPFW N45
Foto: Marcelo Soubhia / FOTOSITE

“O desfile da Cotton Project, foi bem divertido e ousado. Tinha uma história meio cowboy, meio anos 80, com modelagem oversized, jaquetas grandes, calças mais amplas. A história do animal print nas jaquetas deu um toque de masculinidade. As calças de cintura alta, tanto para os homens quanto para as mulheres, e principalmente a brincadeira com texturas e tecidos diferenciados, ficaram bem bacanas.”

 

Apartamento 03:

Apartamento 03 – SPFW N45
Foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

“O desfile do Apartamento 03 partiu do princípio das memórias do estilista Luiz Cláudio, fazendo uma viagem ao passado, em suas lembranças familiares composta por encontros de festas de aniversários e finais de anos cheios de conversas ao pé do ouvido. Com aplicações e num estilo lady like, os vestidos tinham comprimentos midi, sempre muito usado pela marca. Emendados um a um, o jacquard francês se misturou ao cetim dando uma textura sofisticada. A estampa da passarela é a Rosa, que é o nome da tia avó dele, e conseguíamos ver essa rosa de uma forma bem subjetiva. Era uma cartela de cores mais escura, densa mas não menos sofisticada. A apresentação foi incrível e foi muito coerente ao DNA da marca.”

 

Arlindo veste jaqueta Projeto Ponto Firme, camiseta Ratier, calça Topman, tênis Nike, anéis André Lasmar, bolsa Coach

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros