Casamento real de Harry e Meghan


 

 

O mundo parou para assistir ao  Conto de Fadas da vida real.

Eu pelo menos pare.

Parei tudo que estava fazendo ( ok, era muito cedo e estava dormindo, mas coloquei despertador ) e que iria fazer para assistir a cada detalhe que a cobertura televisiva mostrava deste momento, para mim, encantado e encantador.

A cerimônia que uniu tradição e modernidade foi realizada no sábado, no Castelo de Windsor.

A norte-americana Meghan é a mais nova plebeia a ser tornar membro da realeza britânica, concretizando o enlace que nas últimas semanas tomou conta do noticiário no mundo todo.

O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, líder espiritual da Igreja Anglicana, tomou os votos matrimoniais dos noivos, que passaram grande parte da cerimônia de mãos dadas. Michael Curry, o bispo presidente da Igreja Episcopal dos EUA, fez um sermão sobre o amor e citou ativista negro Martin Luther King.

A cerimônia teve diversos momentos emocionantes, como o sermão do bispo americano Michael Curry e a versão da música “Stand By Me” cantada por um coro gospel.

Harry é o sexto na linha de sucessão ao trono do Reino Unido.

Atualmente, o primeiro lugar na linha de sucessão pertence a Charles, príncipe de Gales (filho da rainha, nascido em 1948); seguido de William (35), George (4), Charlotte (2) e Louis, nascido no dia 23 de abril.

A longevidade de Elizabeth II, que está há 65 anos no trono, faz com que quatro gerações convivam na Casa Real. A monarca tem quatro filhos, oito netos e seis bisnetos.

Confiram clicks feitos por mim da cobertura televisiva além de fotos divulgadas por muitos nas redes sociais :

a de azul secou o cabelo ao venso e calçou sua anabela de cordas e foi, sem a mesma elegância do seu acompanhante com meio fraque. Inadequada…

 

São David e Victoria Beckham, mas sem convite não entram… risos

E a movimentação na capela não parava.

Com convidados ilustres como Elton John 

E lá vinha a noiva…

E a mãe da noiva Doria Ragland

E ai está ela!!! uma verdadeira Cinderela moderna.

E  o que todos mais esperava, ver o vestido da noiva.

Meghan surpreendeu pelo estilo minimalista de seu vestido. Com decote ombro a ombro, sem renda ou babados, a atriz apostou na peça da grife Givenchy confeccionado por Clare Waight Keller, primeira diretora mulher da grife 

Véu de 5 metros …

O brilho ficou por conta da tiara, brincos e pulseira.

A tiara Queen Mary Diamond Bandeau, cedida pela Rainha Elizabeth combinou com o estilo do vestido por ser uma peça com design mais geométrico. A peça foi criada em 1932 e, em seu centro, encaixa-se o broche que pertenceu à Rainha Mary.

 

Os brincos pequenos são do modelo Galanterie e combinam com o desenho da tiara. A joia é uma peça nova (ou seja, podemos comprá-la na loja, inclusive no Brasil) e pertence à noiva, não foi empréstimo da Rainha.

Meghan usou uma  poderosa pulseira da Cartier que  combinou perfeitamente com o look cleane de  manga 3/4 que não cobre o punho.

Sobre a beleza,  Meghan optou por cabelo preso e maquiagem leve.

coque era baixo e volumoso e, na frente, com risca no meio e uma mechinha da franja “caiu” de um lado.

maquiagem marcou de leve os olhos, com sombra marrom, delineador esfumado e cílios postiços discretos. Na boca, um batom nude-rosado. E a base deixou as sardinhas aparentes, como Meghan gosta.

Muitos acharam pouca. Mas as  mulheres da realeza tendem a usar pouca maquiagem, assim como só usam esmalte transparente. Essa discrição talvez tenha raiz em um preconceito antigo, já que antigamente a maquiagem era vista como uma coisa “vulgar” e não para “mulheres de boas famílias”.

Por se trata de um evento diurno, contornos e iluminadores não cairiam bem. Apesar disso, a pele estava viçosa e corada. Foi uma maquiagem que realçou sua beleza, sem travestí-la.

Voltando a cerimônia…

Um verdadeiro Conto de Fadas da vida real.

Que sejam muito felizes e abençoados!!

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros