Quaresma


A palavra Quaresma vem do latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV.
Na quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas e termina na quinta-feira (até a Missa da Ceia do Senhor. Na sexta feira da paixão.
Essencialmente, o período é um retiro espiritual voltado à reflexão, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo, Ressuscitado no Domingo de Páscoa. Assim, retomando questões espirituais, simbolicamente o cristão está renascendo, como Cristo. Todas as religiões têm períodos voltados à reflexão, eles fazem parte da disciplina religiosa. Cada doutrina religiosa tem seu calendário específico para seguir. A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. Inclusive as imagens dos altares de todas as igrejas são cobertas com tecido em cetim dessa cor.
Cerca de duzentos anos após o nascimento de Cristo, os cristãos começaram a preparar a festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350 d. C., a Igreja aumentou o tempo de preparação para quarenta dias. Assim surgiu a Quaresma.
Na Bíblia, o número quatro simboliza o universo material. Os zeros que o seguem significam o tempo de nossa vida na terra, suas provações e dificuldades. Portanto, a duração da Quaresma está baseada no símbolo deste número na Bíblia. Nela, é relatada as passagens dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias de Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou a estada dos judeus no Egito, entre outras. Esses períodos vêm sempre antes de fatos importantes e se relacionam com a necessidade de ir criando um clima adequado e dirigindo o coração para algo que vai acontecer. E no caso da quaresma, inicialmente seria a morte e paixão de cristo. Nos dias atuais a celebração de seu sacrifício em reparação dos pecados do mundo.
A quaresma para os espíritas
Os espíritas em geral não celebram a quaresma da mesma maneira que os católicos o fazem. Ou seja, as atividades transcorrem normalmente. Embora tenham alguns centros que pausam suas atividades espirituais nesse período , quando somente as orações são realizadas. Mas há alguns que permanecem com suas atividades normais durante os 40 dias. Portanto, para os centros que continuam suas atividades, não devem ser feitas observações errôneas. Pois a quaresma é baseada em três preceitos: o amor, a caridade e a humildade. E se um centro continua desempenhando as atividades normais, não significa que ele não deixa de praticar a palavra de Deus, e de manifestar em seus atendimentos o que ele desejava, que é ajudar o próximo e amá-lo como ele é. Sem pré jugar.
Seja qual for sua religião, pratique o bem e Boa Quaresma a todos!!!

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros