Trilogia Cinquenta tons de cinza, de E L James


Fenômeno editorial que representa 25% do mercado americano de ficção adulta, a trilogia Cinquenta tons de cinza é um dos maiores best-sellers de todos os tempos. Estréia literária da inglesa E L James — uma ex-executiva da TV londrina, mãe de dois filhos adolescentes e recentemente eleita uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time —, a trilogia teve direitos de publicação adquiridos por 37 países em leilões disputadíssimos.
Matt Bomer, ator cotado para interpretar Mr.Grey no cinema
Na minha opinião, a trilogia é uma leitura que realmente vicia.
Eu que sempre preferi  biografias, devorei os 3 rapidamente. 
Li porque, na minha opinião, é preciso conhecer para julgar. 
Penso que não é certo as pessoas julgarem aquilo  que não conhecem e criticarem o que não leram. 
Adorei o segundo
Não me prendo ao fato do personagem principal ter tido problemas de infância que o levaram a uma conduta como aquela. 
Vejo a trilogia como um conto de Fadas moderno, um amor que tranformou uma pessoa, modificou seu comportamento. 
Fico com este lado da história.
E, sinceramente, quem de nós não sonha com um príncipe lindo e apaixonado?
Não gostei muito do final, mas mesmo assim sinto falta da minha leitura diária.
Vamos aguardar pelo filme…
Simmmmmmmm, os livros Cinquenta tons de cinza, Cinquenta tons mais escuros e Cinquenta tons de liberdade serão adaptados para o cinema pela Focus Features, da Universal Pictures — os direitos foram comprados por um valor recorde de US$5 milhões.
Encontrei este video no you tube, feito por  Jéssica Figueiredo, com um  “Dream Team” para o filme. 
Concordo plenamente com ela,  ficaria perfeito assim.
Confiram e enjoy girls (porque sei que os boys não curtem tanto… risos…) :

Posts Relacionados

LEAVE A COMMENT

Autora


ViCk Sant' Anna

Facebook FanPage

Conheça mais

Parceiros